LGPD: 5 providências imediatas para se prevenir de riscos e abrir novos horizontes



A nova lei geral de proteção de dados pessoais é um grande desafio para as empresas.

Lidamos com tantos procedimentos internos que podem expor dados pessoais que parece que difícil garantir a segurança o tempo todo.

Se você já viu alguma palestra sobre o assunto, sabe que a lei também pune quem deixa informações sensíveis na forma papel expostas. Na verdade, é na forma de papel que é mais fácil vazar dados pessoais.

Mas nós vamos agora ver 5 dicas de segurança para tratamento de dados pessoais que, se seguidas, vão dar um certo alívio nas empresas.

1. Digitalize todo os documentos em papel que entrarem na empresa, destrua documentos que não são necessários e guarde em local de acesso restrito todos os demais documentos. Desta forma todo acesso a essa informação estará protegido e rastreável.

2. Adote um BPMS em substituição aos aplicativos tradicionais porque cada usuário deve ter acesso a informações somente se o perfil dele estiver com direitos e somente quando há necessidade.  Acessos a informação sensível em qualquer ocasião deve ser prerrogativa somente dos administradores e gestores que tem responsabilidade pessoal com a segurança. Com BPM o acesso também é rastreado e auditado.

3. Restrinja todo acesso a dados corporativos com login e senha.

4. Todos os seu sistemas de acesso a documentos e dados devem ter trilha de auditoria completa.

5. Cuidado com integrações que deixam portas abertas para invasão e sempre dê preferência a customizações feitas com ferramentas low-code pois as funções já estão prontas e é muito mais fácil de auditar.

Por fim, o que não podemos esquecer é que o universo de dados que temos hoje em dia tem um enorme potencial para ajudar empresas, cidades, famílias, pacientes. Devemos ver com entusiasmo o que somos capazes de fazer com dados hoje em dia. O mais importante é ter princípios éticos e é isso que a lei propõe: 

Use os dados com ética e propósito. 


Comentários