Novos Rumos da Inteligência Artificial

A inteligência artificial chegou nas corporações pelos chat bots e pelos RPA, robotic process automation.

 Os chat bots, aquelas conversas online com personagens virtuais que respondem perguntas e tiram dúvidas, invadiram os sites das empresas, mas foram aos poucos sendo se especializando e hoje se encontram em atendimentos em larga escala dos bancos e operadoras de telefonia. 

Os RPAs também invadiram as corporações substituindo postos de trabalhos repetitivos com seus scripts para tarefas padronizadas.  

Reconhecimento facial foi outra tecnologia de IA que veio com tudo e o que gerou mais entusiasmo foi a possibilidade avaliar o comportamento do consumidor pelo seu comportamento dentro de uma loja, por exemplo.  Devido às restrições de uso da IA com dados pessoais, essa estratégia de uso do reconhecimento facial para marketing foi revista e hoje o uso em processos de identificação pessoal (biometria) é a aplicação mais usada, como planos de saúde, prova de vida em previdência.

Passado este momento, chegou a hora de compreender e agir.  Nada de scripts padronizados, no seu lugar, um grande processo de captura de informação e sua correta classificação envolvendo contexto para transformar dados frios em informação altamente qualificada.  

Com todos estes dados, uma automação mais precisa e consistente é implantada para processos auditoria, marketing, para planejamento estratégico, logística ou produção industrial. Essa segunda parte da inteligência artificial é feita com algoritmos de otimização e predição.

A Lab245 desenvolve soluções de captura inteligente e otimização usando a plataforma Magali Robot há quase três anos e a procura de soluções compostas por uma forte qualificação de dados capturados com um ótimo nível de precisão e especialização e com descarte insignificante.  Essa captura fina, permite o uso dos dados em vários tipos de aplicações ao mesmo tempo, tanto pode ser para auditoria, quanto para marketing, estratégia corporativa ou RH.

São dados corporativos e estão completos e devidamente classificados.

Em agosto, eu apresentei um mini curso online sobre Intelligent Capture no evento promovido pelo Instituto Information Management e gravamos um vídeo com vários exemplos práticos:

1. Recebimento de pedidos de entrega em lote de diversos fornecedores

2. Auditoria de varejo em mais de 100 lojas independentes

3. Separação de processos em escritório de advocacia

4. Cálculos previdenciários a partir de extratos

5. Leitura de contratos de fundos para extração de informações para análise financeira




Este tipo de aplicação não tem por objetivo reescrever os documentos ou quaisquer dados não estruturados, ele tem o propósito de ler, compreender, resumir e classificar e, após este processamento, ser usado em outros contextos de otimização e integração.



Comentários